Ministério Público explica procedimentos para julgamento de acusados de matar Carol Prestes

Por Alencar Pereira sexta-feira, 27 out 2017 10:05 AM

Foi designado pela Juíza Tatiane Bueno Gomes da Vara Criminal da Comarca de Palmas, no sul do Paraná, para o dia 13 de novembro, uma segunda-feira ás 13h00 a audiência de instrução, onde serão colhidos os depoimentos do casal acusado de ter matado estrangulada a jovem Ana Carolina Prestes, de 22 anos. Em entrevista ao RBJ o promotor titular da segunda promotoria André Luiz Araújo e o promotor substituto Samuel Spengler explicam os procedimentos que serão adotados pelo Ministério Público.

20293014_324277528026899_8872800242887076645_nAna Carolina Prestes, de 22 anos, grávida de quatro meses, foi estrangulada até a morte, pelo casal de 24 e 30 anos por causa da gravidez extraconjugal. Na noite dos fatos a vítima saiu de casa para encontrar o suspeito do crime: um homem casado de quem estava grávida e mantinha um relacionamento há mais de um ano.

Já no carro do amante a poucos quilômetros da cidade, a vítima foi surpreendida pela esposa do rapaz. Diante da situação, Ana se revoltou com a presença da mulher e partiu para cima do amante, momento em que foi estrangulada ainda dentro do veículo.21268293_1826852444292589_170721467_o

Após ser morta, o casal tentou enterrá-la, como não conseguiram, abandonaram o corpo, localizado 22 dias após o registro de desaparecimento em uma estrada vicinal às margens da PR 912 que liga Palmas a Coronel Domingos Soares, via Ponte Chopim.