Rio Chopim recupera sua vazão com a chuvarada de outubro

Por Ivan Cezar Fochzato terça-feira, 10 out 2017 15:39 PM

E os 231 milímetros de chuva deste mês praticamente recompuseram a vazão normal do Rio Chopim, afetada por longos períodos de estiagem entre meados de agosto e todo o mês de setembro na altura da divisa dos municípios de Palmas e Coronel Domingos Soares.

A Central de Geração Hidrelétrica(CGH) de propriedade da Estrela Indústria de Papel, por exemplo, voltou a produzir com seus quatro geradores. Conforme o operador, Nery Carneiro, a unidade estava há um longo período sem operar todos os dias, pelo baixo nível da barragem. “Na madrugada de ontem que normalizamos a produção com as quatro máquinas produzindo energia”, disse ele.

Desde o início desta semana o acumulado de chuva, no perímetro urbano, em Palmas, sul do Paraná, é de 60.6 milímetros, medidos até às 09h00 desta terça-feira(10). O acumulado deste mês é de 117.9 milímetros. Conforme a leiturista, Vera Lúcia Bello, não houve registro de chuva apenas entre os dias 4 e 6. A média histórica para todo o mês de outubro varia de 160 e 210 milímetros.Até o dia 15 de outubro há previsão de 52 milímetros. De hoje até o final do mês deve chover aproximadamente 200 milímetros. Poucos serão os dias em que passarão com tempo bom.

OUTUBRO E PRIMAVERA

O mês de outubro e a estação da primavera como um todo deverão se caracterizar por períodos extremamente chuvosos, prevê o meteorologista do Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná), Fernando Mendes. Explica que os padrões de clima apresentados apontam para uma primavera chuvosa, diferentemente do inverno, que apresentou massas de ar seco, com um forte bloqueio atmosférico, ocasionando um longo período de estiagem. Leia mais.