Mais de 44 mil pessoas estão abaixo da linha da pobreza na microrregião de Palmas/PR

Por Guilherme Zimermann terça-feira, 07 nov 2017 14:37 PM

Levantamento do RBJ, com base em um estudo do Banco Mundial divulgado na última semana, aponta que mais de 45% da população de Palmas, Sul do Paraná, está abaixo da linha pobreza. Os dados utilizados para o levantamento são referentes ao ano de 2015.

A instituição financeira passou a utilizar uma nova metodologia para o cálculo, com valores ajustados à realidade de cada país. A nova linha utiliza o cálculo de pessoas que vivem com menos de US$ 5,50 por dia, valor que corresponde à média das linhas de pobreza de países de renda alta, no qual o Brasil está incluído.

Ampliando esse estudo para a microrregião de Palmas, composta também pelos municípios de Mangueirinha, Coronel Domingos Soares, Clevelândia e Honório Serpa, pelo menos 44,2 mil pessoas, 46,2% da população, estão abaixo da linha da pobreza.

EstimativaPopulcao

Os dados utilizados para essa pesquisa, realizada pelo Setor de Estatística do Departamento de Jornalismo da Rádio Club/RBJ, também referem-se à 2015, quando a população microrregional era estimada em 95.730 habitantes. Naquele ano, a cotação média do dólar foi de R$ 3,34. Seguindo a metodologia do Banco Mundial, os palmenses que vivem com menos de R$ 18,37 (US$ 5,50 x R$ 3,34) por dia – R$ 551,10 por mês – estão abaixo da linha da pobreza.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), em junho de 2015, 47.699 moradores da região constavam no Cadastro Único – sistema que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda, para que possam ter acesso aos programas Sociais do Governo Federal.

Nesse cadastro estão 13,2 mil pessoas cuja renda diária era de menos de R$ 2,60. Outras 15,8 mil afirmavam ter renda mensal entre R$ 77,00 e R$ 154,00, enquanto que 15,2 mil tinham renda entre R$ 154,00 e meio salário mínimo, o equivalente a R$ 394,00 em 2015. O CadÚnico ainda tinha 3,4 mil pessoas com renda superior a meio salário. Desconsiderando esta última faixa de integrantes do Cadastro, são 44,2 mil moradores da microrregião vivendo com menos de R$ 13,13 por dia.

Em percentuais, a parcela de habitantes abaixo da linha da pobreza da microrregião de Palmas é o dobro da registrada em nível de país, que, segundo o mesmo estudo do Banco Mundial, coloca 22% da população brasileira nessa condição de vulnerabilidade.

DadosRegiaoPobreza