Projeto motiva alunos a conhecer a língua portuguesa e promove interação entre turmas

Por Francione Pruch sexta-feira, 08 set 2017 08:10 AM

Alunos participando do soletrando / Foto: Francione Pruch
Alunos participando do soletrando / Foto: Francione Pruch

Com gritos de guerra, cada aluno além de apoiar o representante da turma, também torcia para o colega do grupo adversário. A competição faz parte da Gincana Cultural que envolve os alunos do ensino integral do Colégio Estadual Industrial, de Francisco Beltrão.

Desenvolvido pela professora Eliana Arcangelo, o projeto foi abraçado pela direção e professores do colégio, da Unipar e do Núcleo regional de Educação.

“Ele aconteceu a partir do momento em que nós vimos que nossas crianças estavam precisando trabalhar a parte lúdica juntamente com as áreas das disciplinas normais. As atividades da gincana englobam as disciplinas de matemática, física, educação física, português, geografia, as áreas do currículo básico”, comenta Eliana.

Compromisso e descontração na gincana / Foto: Francione Pruch
Compromisso e descontração na gincana / Foto: Francione Pruch

As atividades envolvem aproximadamente 260 estudantes, do sexto (6ª) ao nono ano (9ª). A etapa é focada na atividade soletrando, competição que visa o conhecimento das palavras e boa oratória dos estudantes.

Para a aluna da sétima série, Luiza Myszak, de 12 anos. É a primeira vez que ela participa de uma atividade dessas na escola. “Aqui é a primeira vez, achei bem interessante, organizado. Gostei mais da competência e respeito que tiveram”.

A estudante da oitava série Anelise Rombaldi, 13 anos, participou da competição, ela destaca que além do nervosismo, a união do grupo foi fundamental nos trabalhos. “muito nervosa, foi uma experiência que serviu como aprendizado. Independente da situação que estamos a união sempre vai nos ajudar”.

Veronica Myszak ficou surpresa com a habilidade dos alunos e a interação que o projeto propõe. “É muito interessante, uma atividade fora da sala, onde estão descontraídos, mas ao mesmo tempo concentrados, brincando e aprendendo. Vai enriquecer o vocabulário deles”.

Alunos disputando o soletrando / Foto: Francione Pruch
Alunos disputando o soletrando / Foto: Francione Pruch

Esta etapa aconteceu de 04 a 06 de setembro na Unipar, com apoio dos professores do curso de Educação física.

O projeto é voltado para ampliar o conhecimento dos alunos, mas os professores, o que eles aprendem com essas atividades? Para Eliana, a união faz a força. “Hoje foi realmente a união, trabalho em equipe, sétimo e oitavo unidos, com grito de guerra, isso alegra o coração de qualquer professor”.